Como manter a alimentação saudável na Quarentena

Com a quarentena e isolamento social provocado pela crise do Coronavírus, muitos hábitos estão tendo que ser alterados, o que reflete inclusive na qualidade da alimentação, que deve ser ainda mais reforçada, de forma a manter a sua imunidade em dia e permitir que você passe por esse período com saúde e motivação.

 

Mas, ao ficar em casa o dia todo, muitas vezes a alimentação pode ser sacrificada, seja pela falta de constância nos horários das refeições, seja pelo aumento da vontade de beliscar alguma coisa na geladeira de tempo em tempo, e tudo isso vai sacrificar o seu bem-estar e a saúde como um todo, inclusive na mente, potencializando quadros de ansiedade e depressão.

 

Assim, é importante procurar manter a alimentação saudável na quarentena, se você já tem algum acompanhamento com nutricionista, mantenha-se no plano e converse com o seu profissional em casos de dúvidas e, além disso, procure incorporar as seguintes dicas em sua rotina:

Saiba diferenciar a fome fisiológica da emocional

Em primeiro lugar, é importante que, na quarentena, você consiga diferenciar a fome fisiológica da emocional, que é aquela que, na verdade, pode ser apenas o tédio ou a ansiedade falando e que se caracteriza por um desejo específico como pegar um doce na geladeira.

 

Uma forma de saber qual tipo de fome é procurar fazer outras atividades e beber água: se a vontade de comer alguma coisa passar, não era fome.

Priorize produtos frescos

Na hora de comer, priorize o uso de produtos frescos e naturais, como frutas, vegetais e laticínios com baixo teores de gordura, além de possuírem menos conservantes, eles costumam trazer uma grande quantidade de vitaminas, nutrientes e proteínas, essenciais para fortalecer a sua saúde.

Prepare novas receitas

Ficar em casa não precisa ser sinônimo de tédio na hora de comer, e essa também é uma excelente oportunidade de, ao invés de almoçar em restaurantes todos os dias, você mesmo preparar novos pratos.

 

Na internet é possível encontrar inúmeras receitas saudáveis e práticas de fazerem e que permite que você aproveite os ingredientes que já tem, sem precisar sair para comprar coisas novas no supermercado.

 

Além disso, ao preparar a sua própria comida, você ocupa a sua mente, desenvolve uma habilidade e come com mais saúde, sabendo exatamente a quantidade de sal que está sendo colocada na comida, por exemplo.

Faça uma dieta equilibrada e variada

É importante que você mantenha (ou incorpore) o hábito de ter uma dieta equilibrada e variada em todas as suas refeições, estabelecendo uma rotina de tomar café, almoçar e jantar sempre nas mesmas horas e também optando por alimentos que ajudam a dar a dose diária necessária de proteínas, carboidratos e gorduras saudáveis, além de outros nutrientes essenciais para a imunidade e a saúde mental, como vitaminas, ferros e minerais.

Não coma na sala ou no quarto

Ao ficar em casa o dia todo, existe uma tendência de querer comer enquanto trabalha ou assiste TV, porém, esses 2 hábitos são prejudiciais para uma alimentação saudável: a distração impede que você perceba se está saciado e dificulta que você mastigue corretamente os alimentos.

 

Procure sempre fazer as suas refeições na cozinha ou na sala de jantar, isso vai condicionar o seu cérebro a não buscar por distrações.

Mantenha-se hidratado.

 

Por fim, é importante continuar seguindo a recomendação da OMS de consumir, pelos menos, 2 litros de água por dia, isso vai contribuir para fortalecer o seu corpo e ajudará na sensação de saciedade, pois, muitas vezes o que pode parecer fome ou é tédio, ansiedade ou sede.

 

Com essas dicas, e mantendo a prática de fazer atividades físicas todos os dias e ocupando a mente com atividades relaxantes, você conseguirá passar pela crise do COVID-19 com a saúde necessária!

 

Voltar para Artigos

ARTIGOS POPULARES

A importância da doação de sangue

20 de novembro de 2019

SonoScape

12 de setembro de 2019

Catálogo GFE

22 de agosto de 2019

NEWSLETTER